Saúde Mental

12 Dicas para Escuteiros

  1. Mexe o corpo! Faz alguns alongamentos quando sais da cama ou quando já estás há mais de 30 minutos sentado;

  2. Sai com os teus amigos através da tua app favorita - tens à tua disposição Zoom, Hangouts, Meets, Messenger, etc!

  3. Vai tirar o pó ao monopólio e tem uma noite divertida em família! Faz uma competição de cartas ou de uno em casa, experimenta o jogo da mímica ou o jogo do stop;

  4. Faz pelo menos 30 minutos de exercício diários, mantém-te ativo!

  5. Faz da tua varanda a tua praia. Se não tiveres varanda mas estiver bom tempo, abre as janelas e deixa o ar fresco e a luz natural entrar;

  6. Obtém as tuas informações por fontes fidedignas como a DGS e a OMS. Não ligues a sites ou notícias alarmistas;

  7. Inova na cozinha, experimenta receitas novas e mantém-te saudável!

  8. Lê um bom livro como o Escutismo para Rapazes. Recupera os hábitos de leitura enquanto aprofundas o escutismo;

  9. Diz a um amigo ou familiar o quanto gostas dele e envia-lhe um abraço (virtual)!

  10. É normal sentires-te confuso, ansioso e com algum receio. Discute as tuas ansiedades e medos com a tua família. Partilha;

  11. Mantém a tua rotina normal de sono e estudo;

  12. Escolhe um momento do dia em que estás longe dos ecrãs, uma hora sem tocar no telemóvel ou ver televisão.

12 Dicas para Encarregados de Educação

  1. Acompanhe a quantidade de informação que é consumida pelos seus filhos;

  2. Para conseguir ajudar os mais novos é preciso que cuide de si primeiro;

  3. Mantenha as rotinas e a previsibilidade, isto transmite-lhes uma sensação de segurança. Devem existir momentos de aprendizagem mas também tempo para relaxar e brincar;

  4. É o exemplo em casa, se quer que eles cumpram as regras da DGS deve cumpri-las também;

  5. Limite o seu tempo de exposição aos ecrãs, escolha um momento do dia em que não toca no telemóvel nem está a ver televisão;

  6. Mostre-se disponível e valide os seus sentimentos, é importante que eles se sintam seguros e ouvidos;

  7. Pergunte-lhes o que sabem sobre o que está a acontecer, onde foram buscar a informação e como se sentem em relação a isso;

  8. Caso tenha filhos pequenos, coloque-se ao nível dos seus olhos e use palavras que eles compreendam com um tom calmo e seguro;

  9. Se lhes perguntarem se está preocupado, seja sincero, e explique também que estamos todos a trabalhar para que corra tudo bem;

  10. Ofereça informação sobre o que pode acontecer. Por exemplo, se alguém se começar a sentir mal, terão de ir para o hospital durante algum tempo e receber apoio dos médicos, que os vão ajudar a sentir-se melhor;

  11. Sabemos que também tem responsabilidades mas tente sempre tirar algum tempo para fazer algo em família. É essencial manter o bom ambiente;

  12. Mantenha o contacto com os professores e os chefes. E se precisar de apoio, não hesite em pedir ajuda.

Cuida de ti