EQUIPA DE ANIMAÇÃO

Atuando sempre de acordo com a estratégia e linhas de ação definidas pela Direção do Agrupamento, e em permanente articulação com a mesma.

REGRESSO

Preparar atempadamente o regresso dos elementos a um primeiro momento presencial, definindo atempadamente todos os procedimentos necessários.

RECURSOS DISPONÍVEIS

  • Quais os espaços a utilizar, suas características, dimensões e regras de utilização;

  • Regras de higienização dos espaços e materiais / equipamentos;

  • Espaçamento de horários entre reuniões, por forma a permitir a correta higienização dos espaços entre reuniões;

  • Convivência com respeito pelas distâncias reguladas pelas entidades de saúde;

  • Identificar os materiais e equipamentos a utilizar;

  • Definir os recursos adultos necessários e, em caso de serem em número reduzido, planos de desmultiplicação dos momentos presenciais da unidade em função dos adultos disponíveis;

  • Identificar e comunicar os equipamentos de proteção individual necessários, e eventuais aquisições em linha com as decisões tomadas pela Direção do Agrupamento.

COMUNICAÇÃO

  • Trabalhar previamente o regresso aos momentos presenciais através de uma comunicação eficaz e permanente com os elementos, e com os Guias de forma reforçada;

  • Garantir um conhecimento permanente da situação de saúde dos elementos, e possíveis situações de risco que aconselhem períodos sem contacto com a Unidade (quarentenas individualizadas específicas);

  • Envolver ativamente os pais e/ou encarregados de educação / tutores legais, em linha com o trabalho de comunicação feito pela Direção do Agrupamento. É importante encontrar uma estratégia de comunicação com os pais que permita falar com todos (se for presencial, considerar a necessidade de fazer várias reuniões para ter grupos pequenos).

  • Quanto mais jovens forem os elementos, maior deverá ser o envolvimento dos pais e/ou encarregados de educação / tutores legais em todo esse processo de comunicação.

  • Uma vez mais, ter presentes as situações de limitações de acesso à tecnologia e/ou acesso à internet, e aplicar as soluções gerais do Agrupamento para ultrapassar estes casos.

PROPOSTA PEDAGÓGICA

Procurar manter uma dinâmica de trabalho pedagógico com os elementos, desenhando uma estratégia mista de ações e atividades presenciais e à distância.

  • Dinamizar as atividades da Unidade de forma mista, completando os momentos presenciais com tarefas à distância;

  • Comunicar diretamente aos elementos as regras de convivência e distanciamento nos momentos presenciais;

  • Começar os momentos presenciais de forma gradual, com pequenos jogos e desafios, induzindo a confiança de forma crescente e reforçando as regras de convivência em segurança;

  • Incentivar o trabalho em pequenos grupos (até de forma intercalada caso não existam - espaços disponíveis ou recursos Adultos) - Bando, Patrulha, Equipa, Tribo.

  • Procurar ter sempre o mesmo Adulto no acompanhamento de cada Bando, Patrulha, Equipa, Tribo de forma a reforçar as rotinas e trabalho de continuidade;

  • Reforçar o papel dos Guias na comunicação e no trabalho pedagógico intercalado entre momentos presenciais e à distância;

  • Focar algum do trabalho pedagógico nas especialidades ou outras oportunidades educativas mais individualizadas;

Trabalhar as duas realidades pedagógicas presentes na unidade:

  • O Jogo / atividade isolada - que se faz presencialmente, na sede ou no exterior, nesta fase preferencialmente em pequenos grupos. As limitações existem, e referem-se aos condicionamentos do distanciamento e regras constantes de higiene;

  • O projeto pedagógico da Unidade, incluindo mas não limitando, a Caçada, Aventura, Empreendimento ou Caminhada: neste caso o projeto deve manter-se, num trabalho que teve de ser adaptado à realidade à distância, e que gradualmente será continuado num misto de presencial e à distância. Este projeto pedagógico não deve parar, apenas ser adaptado às novas realidades.

As atividades de verão deverão desde já ser pensadas com base em vários cenários possíveis. Esta é uma realidade dinâmica pelo que deverão prever-se antecipadamente várias possibilidades e ir avançando em função da evolução da situação geral.

As atividades internacionais encontram-se suspensas.

EXEMPLO DE REUNIÃO SEMANAL - SÁBADO

Vou reunir a unidade, o que fazer:


PREVIAMENTE À ATIVIDADE PRESENCIAL

1 - Contactar os elementos (ou os pais, encarregados de educação ou tutores legais), por sms / rede social, na 6a feira, de forma a saber se não houve alterações na condição de saúde de algum dos elementos ou do seu núcleo familiar ou social de proximidade;

2 - Caso se identifique alguma situação relevante, analisar mais pormenorizadamente, e caso se entenda haver risco, aconselhar a não deslocação do elementos para a atividade;


ATIVIDADE PRESENCIAL

3 - Receção dos elementos na sede ou outro local da atividade - definir um local arejado para esta receção, com todos os participantes distanciados de acordo com as normas em vigor, com uso de máscara, e sem qualquer cumprimento pessoal físico;

4 - Confirmar individualmente com todos os presentes a condição de saúde. Aferir sempre a temperatura antes de sair de casa, evitando a deslocação caso a mesma ultrapasse os 38ºC.

5 - Cada elemento deve ser portador de uma pequena mochila onde coloque todos os seus pertences, depositando a mesma em local identificado para o efeito;

6 - Cada elemento deve dirigir-se ao local da reunião / atividade sem qualquer cumprimento físico de proximidade, ou infração ao distanciamento pessoal;

7 - A atividade deverá ser explicada e desenvolvida respeitando sempre as distâncias sociais de referência, tendo a equipa de animação a responsabilidade de conduzir o(s) jogo(s) e definir estratégias para o seu sucesso;

8 - Em formatura os elementos deverão manter uma distância mínima de 2 metros entre si e estarem SEMPRE de máscara;

9 - Dever-se-á evitar qualquer jogo ou dinâmica que impliquem a utilização da boca para segurar objetos pelo próprio, ou que impliquem o contacto das mãos com a face;

10- No local da atividade deverá ser providenciada água corrente para que todos os elementos possam lavar as mãos frequentemente. O sabão, ou sabonete líquido, deverá ser individual e trazido por cada elemento. Esta prática deve ser repetida com frequência, incentivada e promovida constantemente;

11- Cada elemento deverá ter acesso a solução anti-séptica de base alcoólica (SABA) - providenciada pelo próprio ou pelo Agrupamento, e fazer uso dessa solução para desinfetar as mãos sempre que não seja possível lavar com água e sabão (idealmente cada elemento deverá ter o seu pequeno frasco de solução SABA, porém deverá existir sempre um frasco disponibilizado pelo Agrupamento, como recurso para os elementos que se esqueçam).


APÓS A ATIVIDADE PRESENCIAL

12 - Manter contacto com os elementos (sms ou rede social) de modo a estar informado sobre a situação de saúde de todos, e identificar possíveis alterações (caso isso aconteça, analisar cuidadosamente a situação e se necessário dar início ao contacto com as entidades de saúde - Linha Saúde 24 - e fomentar toda a informação sobre os contactos existentes com os demais elementos - jovens e adultos).