Níveis de Risco

Apresentação sem título

* As atividades de Unidade, Agrupamento, Núcleo, Regionais, Nacionais presenciais, só podem acontecer em espaços que cumpram as regras definidas e com dinâmicas de Bando, Patrulha, Equipa ou Tribo, ou seja, podem usar o mesmo local mas com dinâmicas autónomas e independentes.

Nestes casos não pode existir qualquer dinâmica, jogo, ou outro, que implique contacto físico entre os elementos de diferentes Bandos, Patrulhas, Equipas ou Tribos.


**

Nestes concelhos não se podem realizar estas atividades; no entanto, tendo em conta o risco associado aos elementos dos agrupamentos destes concelhos, neste momento, só podem realizar estas atividades em concelhos com risco mais baixo, e com testagem realizada à saída para a atividade, de todos os elementos envolvidos.

Estas atividades:

  • Devem ter em atenção à duração das atividades;

  • Devem ser restritas à área de acampamento, evitando contatos com a comunidade.

Utilização de espaços e via pública:

  • Nível 1, 2 e 3 :

    • Espaços do Agrupamento (interior ou exterior), campos escutistas ou outros espaços, podem ser utilizados cumprindo as regras definidas;

    • De preferência, devem utilizar os campos escutistas para os acampamentos de bando, patrulha, equipa ou tribo, sempre em tenda ou abrigo individual. Devem conhecer e cumprir os planos de contingência desses espaços.

    • Nas atividades para grupos com mais elementos, exemplos (conselhos de Unidade, conselhos de Agrupamento, reuniões de direção, Partidas, Promessas e Passagens de Secção), devem usar preferencialmente espaços já devidamente regulamentados pelos delegados locais de saúde e/ou DGS (igrejas, auditórios, campos escutistas, etc.), não sendo necessário solicitar autorização às autoridades referidas acima. Para outros espaços, terão de realizar um pedido de autorização às autoridades locais de saúde para realizarem essa atividade.

  • Nível 4:

    • Espaços do Agrupamento (interior ou exterior), campos escutistas ou outros espaços não públicos, podem ser utilizados cumprindo as regras definidas;

    • Podem usar a via pública em grupo, no limite de 6 pessoas;

    • Pode deslocar-se a "Patrulha completa" cumprido as regras de distanciamento físico e uso de máscara, não se considerando nesse caso um ajuntamento ou concentração de pessoas.



Outras situações

  • Devem ter extrema atenção aos momentos de esforço físico, refeições, duche, ou outros momentos que não usem máscara. Neste caso, devem aumentar o afastamento.

  • Devem manter as vossas atividade presenciais, tendo em conta o nível de risco associado a cada concelho, segundo as orientações já dadas anteriormente

  • Para os Agrupamentos dos concelhos do nível 5 , continua previsto um regime de exceção para a realização de serviço à comunidade, com as seguintes condições:

    • Sejam escuteiros adultos;

    • Estejam asseguradas as condições de segurança e a elaboração de uma avaliação de risco, quer por parte da entidade que solicita o apoio, quer pelos participantes;

    • De forma a mapear os locais onde estamos a realizar serviço, devem preencher este formulário, alguma dúvida envia e-mail para geral@escutismo.pt

  • Em caso de surto na comunidade local devem avaliar a necessidade de suspender as atividades presenciais no agrupamento por um período que garanta a segurança de todos, tendo sempre em atenção as orientações das autoridades locais de saúde;

    • (Exemplo: Surto na escola, ou outros locais frequentados pela maioria dos escuteiros);

  • Estas medida tem aplicação em Portugal continental;

  • Nas Regiões Autónomas devem seguir as recomendações dos Governos das Regiões Autónomas.